Navegação

Artigos

  • Janelas fechadas para regulação da mídia

    Por Giovana Teodoro A sessão “Tendências e Debates” do jornal Folha de S. Paulo do último dia 23 publicou o artigo “A janela não responde pela paisagem”, escrito por Pierre Manigault, presidente do jornal norte-americano The Post and Courier. Para Manigault, as críticas à performance da mídia brasileira nos últimos tempos são uma grande injustiça – são críticas cujo único fundamento seria o inconformismo com o “livre exercício do jornalismo […]

  • Prioridades que falam por si: enquadrando a violência à mulher no Jornal Nacional

    Por Marcia Rangel Candido, João Feres Júnior e Luna Sassara Nascido[1] em pleno período de recrudescimento da ditadura militar no Brasil, o Jornal Nacional tenta passar, historicamente, uma imagem de neutralidade e transparência. Faz isso a partir de sucessivas declarações de comprometimento com a informação gerada ao público, nas quais destaca sua função de estabelecer a “cobertura das principais notícias no Brasil e no mundo. Pautado pela credibilidade, isenção e ética”[2]. […]

  • Novas molduras, velhas imagens

    Por Eduardo Barbabela, João Feres Júnior e Marcia Rangel Candido Nos últimos dias uma polêmica explodiu nas redes sociais e nas páginas do jornal Folha de São Paulo. Em sua edição do dia 17 de julho de 2016 o periódico paulista estampou em sua manchete os resultados de uma pesquisa realizada pelo instituto Datafolha que apresentava o crescimento do otimismo na sociedade quanto ao futuro do quadro econômico. Entretanto, o […]

  • Dois pesos, duas medidas (ou quantas forem necessárias)

    Por Giovana Teodoro Dois pesos, duas medidas (ou quantas forem necessárias) O primeiro dia do segundo mandato do governo Dilma e o primeiro dia do governo interino de Michel Temer foram datas carregadas de diagnósticos e expectativas. Como já é de costume, a grande mídia brasileira não somente reportou esse cenário como também reafirmou seu já reiterado papel de arauto dos “rumos da economia” do País. O jornal O Globo […]

  • Privatizações: crise e velhas respostas

    Por Marcia Rangel Candido e João Feres Júnior As grandes empresas de comunicação têm o hábito de reivindicar para si neutralidade e equilíbrio de opiniões. Apresentam-se como alheias a disputas políticas e a interesses. Não é muito difícil verificar a falácia de tal pretensão se tomarmos a prática cotidiana dos principais jornais no Brasil. Desde que assumiu interinamente a presidência, Michel Temer executou um programa de governo fundamentado em medidas […]

  • Sobre vazamentos e enquadramentos

    No dia 23 de maio de 2016, o jornal Folha de São Paulo publicou trechos de conversas do então ministro do Planejamento do governo interino de Michel Temer, Romero Jucá, com Sérgio Machado, ex-presidente da Transpetro e ex-senador pelo PMDB. Nelas, os dois discutiam a possibilidade de deter o avanço da Operação Lava Jato caso a presidente Dilma Rousseff sofresse impeachment. O vazamento do grampo de um ministro de Estado […]

  • slider_1600x400

    “Uma imagem vale mais…”: O impeachment nas capas do Estadão

    A equipe do Manchetômetro produz análises diárias da cobertura da política e da economia nacional desde 2014. Em nosso site, disponibilizamos gráficos e artigos que utilizam como fonte extensa base de dados sobre o conteúdo publicado pela grande mídia brasileira. Nossas pesquisas, no entanto, levam em consideração apenas os elementos textuais das páginas de jornal. No caso das capas, levamos em conta somente manchetes, lides e textos-chamada. Há um importante […]

  • A Transparência e a transparência da mídia brasileira

    Escrever sobre a mídia brasileira é uma atividade que exige do redator com algum senso crítico uma resiliência inumana, pelo menos um estômago reptiliano, para suportar a total falta de escrúpulos e falta de profissionalismo jornalístico que impera nas redações dos grandes veículos noticiosos de nosso país. O caso que quero tratar aqui é o da recente onda de publicações acerca da ONG internacional Transparency Internacional e o “escândalo da […]

  • Beto quem? De onde? Partido? Que partido?

    Deu no Mossoró Hoje, “Gaeco cumpre 50 mandados de prisão na Operação Publicano no PR”. Saiu no Jornal de Londrina, edição de 11 de junho, “Quatro ex-inspetores de fiscalização são presos; Detidos ocuparam cargo na primeira gestão de Beto Richa”. Deu no Bonde News, portal de notícias do Paraná “Mais de 20 pessoas são presas em Londrina na nova fase da Operação Publicano”. Está na página do Ministério Público do […]

  • Crack, Haddad e o jornalismo multimídia da Folha de S. Paulo

    Infelizmente, a campanha eleitoral para a prefeitura de São Paulo já começou, pelo menos nas páginas da Folha de S. Paulo. O tratamento intensamente desfavorável do Governo, de Dilma Rousseff e do PT continuam depois da eleição, como revelam as análises do período pós-eleitoral recentemente publicadas pelo MANCHETÔMETRO (http://www.manchetometro.com.br/cobertura-2015/). Mas o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, provável candidato à reeleição pelo PT, vai se tornando alvo preferencial de práticas […]

  • A Volta do Manchetômetro

    Na verdade o título desse artigo é um pouco dramático. O MANCHETÔMETRO nunca parou de existir como prática de pesquisa. Apenas programamos uma suspensão de duas semanas na atividade de codificação dos dados para que pudéssemos adequar os parâmetros de análise à realidade da cobertura pós eleitoral. Essa mudança foi trabalhosa, pois dentro da lógica eleitoral de polarização e competição acirrada entre candidatos era mais fácil focar as análises: candidatos […]

  • Folha padrão Veja: o DNA marrom da mídia brasileira

    É inegável que a cobertura eleitoral do jornal Folha de S. Paulo nas eleições de 2014 foi francamente enviesada contra a candidata Dilma Rousseff e seu partido, o PT. O gráfico de valências contrárias para candidatos, abaixo, não deixa dúvidas. Dilma foi campeã de chamadas e manchetes negativas por quase todo período de campanha, com exceção de um breve momento quando Marina a ultrapassou levemente, e da última semana do […]

  • Organizações Globo: o que a gente vê por aqui

    Por João Feres Júnior, Eduardo Barbabela e Marcia Rangel Candido “Em ato em São Paulo, Lula faz nova agressão à imprensa”. Esse é o título de matéria de O Globo publicada no dia 21 de outubro. Nela o jornal (não há crédito para autor) relata que Lula teria “atacado a imprensa”, ao dizer em comício que os jornalistas Miriam Leitão e William Bonner falavam mal de Dilma. Logo após enunciar […]

  • A renovação na Câmara dos Deputados II

    São naturais as expectativas quanto à renovação do quadro de deputados representantes das unidades federadas na capital do País. Dessa taxa depende, conforme a doutrina ortodoxa, a oxigenação e aperfeiçoamento da atividade política. Sem dúvida, o que costuma ocorrer são modificações no tamanho das bancadas dos partidos e, conseqüentemente, o valor de sua participação nas coalizões parlamentares a serem formadas. As taxas históricas de renovação na Câmara de Deputados, do […]

  • É a economia, estúpido, ou não? A cobertura do Estadão nos pleitos de 1998 e 2014

    No dia 10 de setembro, o Manchetômetro apresentou análises que comparavam a cobertura da mídia durante o período oficial de campanha da eleição de 1998, quando o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) pleiteava a reeleição, e durante a campanha deste ano, em que a presidenta Dilma Rousseff (PT) persegue o mesmo objetivo. A intenção do estudo comparativo é testar a tese do contrapoder, muito comumente aventada em debates sobre […]

  • OMBUDSMAN DA FOLHA ENTREVISTA O MANCHETÔMETRO, MAS NÃO CITA

    No dia 5 de outubro, dia da eleição, a ombudsman da Folha de S. Paulo publicou artigo com um estudo de valências das matérias publicadas na Folha a partir da escolha de Marina para concorrer à presidência na chapa do PSB. Tudo muito parecido com o que fazemos no MANCHETÔMETRO. Ninguém tem monopólio sobre a metodologia da análise de valências, que já foi testada no Brasil e no exterior, mas […]

  • A renovação na Câmara dos Deputados

    São naturais as expectativas quanto à renovação do quadro de deputados representantes das unidades federadas na capital do País. Dessa taxa depende, conforme a doutrina ortodoxa, a oxigenação e aperfeiçoamento da atividade política. Sem dúvida, o que costuma ocorrer são modificações no tamanho das bancadas dos partidos e, conseqüentemente, o valor de sua participação nas coalizões parlamentares a serem formadas. As taxas históricas de renovação na Câmara de Deputados, do […]

  • Estratégias editoriais na cobertura eleitoral

    Os gráficos de série temporal que utilizam as semanas como unidade de medida, recentemente adicionados a várias das páginas do MANCHETÔMETRO, começam a revelar detalhes da estratégia editorial dos meios de comunicação antes somente vislumbradas pelos gráficos de dados agregados. Vamos a elas. A COBERTURA NEGATIVA A série temporal semanal de valências contrárias aos candidatos (gráfico abaixo) revela algo já bem peculiar. Os dados agregados já mostravam a liderança inconteste […]

  • Business as usual no reino encantado da grande imprensa

    Os gráficos de acompanhamento diário e semanal da cobertura da mídia, agora disponibilizados na home do MANCHETÔMETRO (http://www.manchetometro.com.br/) permitem notar semelhanças e diferenças no comportamento dos três grandes jornais, (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo) em relação à cobertura dos candidatos. Tomemos os gráficos da cobertura dos últimos 7 dias.[1] As semelhanças são várias: A mais saliente é um tremendo viés anti-Dilma, representado pela proporção […]

  • PSB-Marina Silva: um noivado mal arranjado

    A candidata a presidente Marina Silva não tem partido e o Partido Socialista Brasileiro não tem candidato. A morte de Eduardo Campos subverteu a hierarquia da coalizão (proto-Rede e PSB) impondo um noivado em que nenhum dos nubentes escolheria voluntariamente o outro. Certamente, Marina Silva nunca foi uma socialista e nem o Partido Socialista Brasileiro teria imaginado apoiar a hegemonia de um banco na Presidência da República. O pacto eleitoral […]

  • A Cigarra e a formiga

    Como toda boa estória infantil, a velha fábula da Cigarra e da formiga, de Esopo (recontada por La Fontaine), tem um conteúdo moral que permanece no inconsciente. O consumo é visto com uma carga moral negativa. Nas interpretações sobre o processo de desenvolvimento capitalista, em geral, ele tem um papel no máximo tolerado, mas normalmente deplorado. Não se pretende aqui adentrar no pantanoso terreno das motivações psicossociais dos méritos morais […]

  • Crise econômica? *

    A análise da cobertura feita pela grande mídia do tema da economia mostra uma acentuada preponderância de notícias negativas. No artigo que segue, o professor de economia da UFRJ, Carlos Pinkusfeld, foi instado a refletir se a economia brasileira está de fato em crise. O velho dito popular afirma que a verdade é a primeira vítima de uma guerra. Na “batalha eleitoral” a discussão não escapa desta máxima. Não tanto […]

  • Manchetômetro responde a Reinaldo Azevedo

    Dois dias após o lançamento das análises da cobertura do Jornal Nacional, o MANCHETÔMETRO tornou-se alvo de um artigo de Reinaldo Azevedo, publicado em seu blog no site da revista Veja. O principal objetivo do artigo é achacar o ex-presidente Lula, mas o MANCHETÔMETRO é atacado em dois longos parágrafos. O nível dos argumentos é baixíssimo e a linguagem vulgar. Contudo, podemos usar os equívocos com que o publicista de Dois […]

  • Teologia, Necrofilia e Sustentabilidade

    Em 16 de agosto, a então candidata a vice-presidente Marina Silva declarou ao jornal Estado de São Paulo que não estava no jatinho em que morreu Eduardo Campos, segundo a reportagem, “por providência divina”. Foi sua primeira declaração sobre o acidente, repetida, com variantes, em todas as suas declarações posteriores. Espantou-me a teologia implícita na espiritualidade propagada pela missionária Marina Silva. O ardor com que defende a sobrevivência do mais […]

  • De volta para o futuro: Manchetômetro nas eleições de 2010

    O artigo de estreia do site reflete sobre a eleição de 2010 e mostra como a partir dela se construíram algumas hipóteses de trabalho que orientam o Manchetômetro e sua pesquisa da eleição de 2014. Abaixo apresentamos brevemente os resultados do estudo de valência feito por nós do LEMEP para a eleição presidencial passada, primeiro tomando a cobertura dos jornais O Globo, Folha de S. Paulo e O Estado de […]