Nesta página encontram-se os gráficos que representam a cobertura de valências contrárias e favoráveis aos três principais candidatos agregadas por jornal impresso (Folha de S. Paulo, O Globo e Estado de S. Paulo) e também no Jornal Nacional. O objetivo aqui é que possamos comparar os perfis e notar semelhanças e diferenças no comportamento de cada meio. Apresentamos também séries temporais da cobertura dos três candidatos no ano de 2014, tanto nos jornais impressos quanto no jornal televisivo.

Estado de S. Paulo

Série temporal semanal: valências contrárias para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número das manchetes e chamadas de capa contrárias a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Série temporal semanal: valências neutras para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número das manchetes e chamadas de capa neutra a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Cobertura agregada

No gráfico abaixo temos o número agregado (total), até o dia 25 de outubro, das manchetes e chamadas de capa favoráveis e contrárias a cada candidato no jornal O Estado de S. Paulo.


Folha de S. Paulo

Série temporal semanal: valências contrárias para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número das manchetes e chamadas de capa contrárias a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Série temporal semanal: valências neutras para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número das manchetes e chamadas de capa neutras a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Cobertura agregada

No gráfico abaixo temos o número agregado (total), até o dia 25 de outubro, das manchetes e chamadas de capa favoráveis e contrárias a cada candidato no jornal Folha de S. Paulo.


O Globo

Série temporal semanal: valências contrárias para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número das manchetes e chamadas de capa contrárias a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Série temporal semanal: valências neutras para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número das manchetes e chamadas de capa neutras a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Cobertura agregada

No gráfico abaixo temos o número agregado (total), até o dia 25 de outubro, das manchetes e chamadas de capa favoráveis e contrárias a cada candidato no jornal O Globo.


Jornal Nacional

Série temporal semanal: valências contrárias para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número de matérias contrárias a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Série temporal semanal: valências neutras para os três candidatos

No gráfico abaixo temos o número de matérias neutras a cada candidato ao longo do tempo, dividido em semanas. Tomamos como começo da série o início do período oficial de campanha, 6 de julho e, como final, o dia 25 de outubro, sábado que antecedeu a votação do segundo turno. Visando retratar a intensificação da politização da cobertura às vésperas do primeiro turno da eleição, optamos por agregar sob o rótulo Dilma as codificações Dilma, PT, Governo e Economia; sob o rótulo Marina, as codificações Marina, Eduardo Campos e PSB; e sob o rótulo Aécio, Aécio e PSDB.

 

Cobertura agregada

No gráfico abaixo temos o cômputo agregado (total), até o dia 25 de outubro , do tempo das notícias favoráveis, contrárias e neutras para cada candidato.

 


Séries temporais mensais – de janeiro a outubro

Série temporal: valências contrárias para os três candidatos (Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo e O Globo)

No gráfico abaixo temos a série temporal de contrários para os três candidatos, no ano de 2014, com o resultado dos três jornais impressos agregados.

 

Série temporal: valências neutras para os três candidatos (Folha de S. Paulo, Estado de S. Paulo e O Globo)

No gráfico abaixo temos a série temporal de neutras para os três candidatos, no ano de 2014, com o resultado dos três jornais impressos agregados.

 

Série temporal: valência contrária aos candidatos (Jornal Nacional)

No gráfico abaixo temos o cômputo do tempo das notícias contrárias aos candidatos ao longo do ano de 2014, dividido em meses.