Nova metodologia do M Facebook 2020
Nova metodologia do M Facebook 2020

17/06/2020 -

O uso político das mídias sociais no Brasil e no mundo alcançou uma dimensão que tornou praticamente impossível falar sobre comunicação política ou noticiário político sem abordar a dinâmica de debates presente nas redes. Instituições, organizações e personagens políticos relevantes, na maioria das vezes, possuem páginas e perfis nas mídias sociais, utilizando-se delas cotidianamente para se pronunciar e comunicar com a população, e esta, por sua vez, participa e se engaja cada vez mais nas discussões políticas.  

O projeto M Facebook monitora desde novembro de 2017 o debate político promovido no Facebook por páginas públicas brasileiras. Com o aplicativo Facepager, coletamos semanalmente todos os posts publicados pelas principais páginas relacionadas e analisamos os 20 mais compartilhados da semana procurando observar quais atores e recursos incitam maior interatividade e quais são os assuntos que pautam o debate na rede, sempre tendo em vista as relações conjunturais postas e as repercussões midiáticas e institucionais destas publicações.

Após o Facebook fechar a API de coleta em outubro de 2019, o projeto foi suspenso por alguns meses, e agora nós o retomamos trazendo algumas novidades. A primeira novidade é a ampliação da nossa antiga amostra, incorporando todos os parlamentares empossados após às eleições de 2018. Portanto, desde 1 de junho de 2020, monitoramos 719 páginas públicas do Facebook (relacionadas em tabela ao final do texto), que situam-se nas seguintes categorias:

  • deputados federais e senadores com mandato vigente;
  • partidos políticos registrados no Tribunal Superior Eleitoral (TSE);
  • presidente da República, governadores dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro e seus respectivos vices;
  • meios de comunicação com maior número de seguidores (essa categoria contempla mídia impressa, canais da internet e mídia televisiva);
  • instituições políticas do país com maior número de curtidas (as dez primeiras)
  • movimentos sociais e sindicatos de maior expressão (estão incluídos nessa categoria tanto os tradicionais quanto os novíssimos)
  • lideranças políticas que se destacaram no pleito de 2018 (candidatos/as à Presidência da República, aos governos dos Estados de São Paulo e Rio de Janeiro, e seus/suas respectivos/as vices, etc.)

A segunda novidade consiste na reformulação visual do nosso relatório, que se manterá semanal e baseado nas vinte publicações mais compartilhadas do período, mas trará gráficos, uma nuvem de palavras e links para os posts, mesclando análise qualitativa e estatísticas descritivas.

Esperamos que gostem dessa nova proposta e que os nossos dados colaborem para futuras pesquisas sobre o tema! 

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

18/08/2018 - Acompanhando a dinâmica da disputa eleitoral e o debate em voga sobre a importância das vice candidaturas, decidimos incorporar aquelas a nossa amostra as páginas existentes das e dos vices ...