De 14 a 20 de setembro de 2020
De 14 a 20 de setembro de 2020

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Mariana, Soares, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
02/10/2020 -

Entre os dias 14 a 20 de setembro, das 719 páginas analisadas, 622 delas publicaram 16.719 publicações. Dentre elas, 6.987 (43%) fotos, 5.737 (35%) links, 3.478 (21%) vídeos e 164 (1%) status – ferramenta de compartilhamento de humor, sentimentos, pensamento ou atividade.

Novamente a publicação mais compartilhada durante a semana foi do deputado federal André Janones (AVANTE-MG), que inclusive emplacou as três primeiras postagens em nosso ranking de compartilhamentos Em uma live, Janones acena com a possibilidade da realização de uma grande manifestação em frente ao Congresso Nacional para defender a manutenção do valor do auxílio emergencial. O deputado explicou também três projetos de lei apresentados por ele: o primeiro proibindo o aumento do preço de alimentos durante a pandemia, o segundo garantindo a manutenção do auxílio emergencial no valor de 600 reais e o terceiro pagando a integralidade das parcelas do programa para quem se inscreveu após abril.

Em outros vídeos, Janones continuou pedindo para seus seguidores espalharem a hashtag #OBrasilExige600 no Twitter, alegando que isso era o povo brasileiro exigindo o que seria seu de direito, além da lei que garante a redução dos preços de alimentos nos supermercados. Ainda no post, o deputado afirma que rodaria o país para entender a situações dos brasileiros e voltar ao Congresso, junto do povo, para instituir a renda mínima no país.

O presidente Jair Bolsonaro também fez menção à alta de preços nos supermercados essa semana. O vídeo publicado pelo presidente era do deputado federal e candidato à prefeitura da cidade de São Paulo, Celso Russomano (REPUBLICANOS-SP), que elogia a atuação do presidente e do Ministério da Justiça no controle de preços.

O presidente, com o apoio da deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP), atacou a Rede Globo, postando uma reportagem da Rede Record a respeito de denúncias de corrupção e compra de votos com a finalidade de que a cidade do Rio de Janeiro fosse a sede das olimpíadas em 2016. Sérgio Cabral, ex-governador do Rio de Janeiro, afirmou em delação que no ano de 2009 foi procurado por João Roberto Marinho, que queria saber quais eram as chances do Rio de Janeiro se tornar sede. Sabendo do esquema, Cabral dizia que a emissora lutou pela transmissão dos jogos. A repórter da Record disse que, ao quebrar o silêncio, Cabral trouxe à tona a podridão por trás do esporte e que onde teria Globo e esporte, também haveria indícios de corrupção.

Em outra dobradinha, o presidente e de Zambelli publicaram post sobre o Renda Brasil. No vídeo, o presidente se dizia surpreso com as manchetes de todos os jornais que afirmavam que o governo iria congelar as aposentadorias para garantir o Renda Brasil. Bolsonaro afirmou não saber de onde veio essa notícia, negou o congelamento dos pagamentos aos aposentados e a redução do auxílio para idosos e deficientes, e ainda confirmou a manutenção do Bolsa Família.

Nessa semana, Zambelli teve como principal alvo de seus ataques o ex-presidente Lula. A deputada divulgou uma imagem com o seguinte texto “Lula é tão “honesto” que até as propinas vêm com recibo!”. Na imagem postada havia um suposto recibo do Instituto Luiz Inácio Lula da Silva, com sede em São Paulo, do recebimento de um milhão de reais, em depósito numa conta do Banco do Brasil, em 2014, da Construtora Norberto Odebrecht S.A. Em outra publicação com novos ataques a Lula, a deputada postou imagem com a foto do ex-presidente com uma expressão de choro e a frase “URGENTE: Lava-jato denuncia o ex-presidiário por lavagem de dinheiro em propina de 4 milhões da Odebrecht ao institucional”.

O Meio-Ambiente também foi tema que despertou o interesse de Zambelli. A deputada bolsonarista publicou um vídeo do ministro do meio ambiente Ricardo Salles atacando Lula e Dilma por “desmontarem” a estrutura do Ministério do Meio Ambiente, quer seja pela incompetência, pela corrupção ou pela falta de caráter do “grupo que dominava o governo”. Segundo Salles, o atual governo federal estaria fazendo tudo o que pode, colocando recursos, melhorando a eficiência econômica desse órgão estatal supostamente dilapidado pelo PT.

A esquerda também emplacou um post no ranking, dessa semana com o deputado federal José Guimarães (PT-CE). No vídeo, uma mulher indígena discursa no Congresso e acusa a grilagem de terras indígenas por parte de garimpeiros e madeireiros. Também reclamava que as terras indígenas não eram demarcadas e pergunta a razão. A mulher ainda diz que a FUNAI não existia mais e que a colocaram na mão dos ruralistas, e que a ministra Damares não representava o povo indígena, pois os evangélicos entravam nas terras indígenas para dividir o povo, destruir a cultura de cada um e sua própria alma. Por fim arremata o discurso dizendo que que ninguém no governo Bolsonaro conhecia a vida e a cultura indígenas.

Nessa semana, apesar de ainda conseguir algum destaque, André Janones e o auxílio emergencial perderam algum espaço nas redes e permitiram que o bolsonarismo ocupasse a arena pública com ataques ao ex-presidente Lula e à Globo. O Meio ambiente também foi tema relevante durante a semana e permitiu que a esquerda conseguisse emplacar um post entre os mais compartilhados, embora a direita ainda tenha dominado o debate sobre o assunto. Nos próximos boletins poderemos visualizar se a nova tendência de perda de espaço de André Janones se confirmará e descobrir quais atores aproveitarão esse momento para ocupar um espaço de maior destaque no debate político do Facebook.

Você pode acessar nosso relatório completo, clicando aqui.

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
30/09/2020 - Entre os dias 7 a 13 de setembro, o destaque foi o deputado federal André Janones. Os posts do deputado alcançaram 2.406.583 compartilhamentos durante essa semana. Das 719 páginas analisadas, ...
Próxima publicação

14/10/2020 - Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Mariana Soares, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres ...