M Facebook – Especial Eleições 8
M Facebook – Especial Eleições 8

Por Keila Rosa, Andressa Liegi, Robson Nunes, Natasha Bachini, Eduardo Barbabela e João Feres Júnior
21/12/2020 -

A partir da primeira semana de propaganda elei­toral voltada para o segundo turno das e­lei­ções municipais trabalharemos com al­guns dados distintos do que foi publicado nos relatórios anteriores – de 1 a 7. Neste re­latório, além de um panorama geral en­volvendo 18 capitais, também apresenta­re­mos uma análise quantitativa das inte­ra­ções totais dos concorrentes à prefeitura de dez capitais e o ranking dos cinco posts mais compartilhados, entre outras informa­ções pertinentes a atuação dos candidatos na rede.  Logo, neste caso, trabalharemos com informações extraídas da rede de can­di­datos à prefeitura das seguintes capitais: 1) São Paulo, 2) Rio de Janeiro, 3) Rio Bra­n­co, 4) Maceió, 5) Ma­naus, 6) Fortaleza, 7) Vi­tó­ria, 8) Goiânia, 9) São Luís e 10) Belém.

Na semana de 16 a 22 de novembro, foram moni­toradas 36 páginas responsáveis pela pro­du­ção, neste período, de 1.471 posts que provocaram 545.233 compartilha­men­tos, 439.833 comentários e 3.392.264 rea­ções (somatório das ações dos botões: cur­tir, adoro, coragem, riso, surpresa, tristeza e ira). Os recursos aplicados foram fotos (55%), vídeos/lives (41%), links (2%) e sta­tus/somente texto (2%).

Nesta semana, o foco das mensagens dos can­didatos estava no agradecimento aos e­lei­­­tores e apoiadores por votarem no pri­mei­ro turno e nas estratégias narrativas pa­ra conquistar a maior número de votos pos­­sí­veis para a segunda rodada eleitoral. No ran­king geral observamos os 20 posts mais com­partilhados que foram produ­zi­dos pe­las  páginas: Guilherme Boulos 50 (PSOL-SP) com 11 posts; Marcelo Crivella (RE­PU­BLI­­CANOS-RJ) com 4; Capitão Wagner (PROS-CE) com 2; Manuela D’Ávila (PCdoB-RS) com 2 e Marília Arraes (PT- PE) com 1 post. Os partidos de esquerda, neste ca­so, a­­­­­­pre­­­­­sentam-se como maiores pro­du­to­res de conteúdo de melhor impacto, ou seja, dos 20 lugares no ranking, des­ta­ca­ram-se em 14 deles.

O post de maior compartilhamento (60.483) da semana foi de autoria do candidato à pre­­­­­feitura do Rio de Janeiro, Marcelo Cri­vel­la, posição que ganhou ao postar um ví­deo (sem identificar a autoria), publicado em co­me­­­­­moração ao dia da bandeira (19/11), de uma criança, ainda bebê, dançando e can­tan­­­­do em frente à TV que reproduzia a ima­gem da bandeira nacional e o hino da ban­dei­­­­ra. Neste post Crivella expressa “o Brasil já mudou, minha gente”.

Em outra pu­bli­ca­ção, desta vez em nono lu­gar no ranking, Cri­­vella, divulgou outro ví­deo em que ele a­pa­­rece ao lado do de­pu­ta­do do PSL-RJ, O­to­ni de Paula, com um dis­cur­­so apelativo, até a­­mea­­çador, onde, entre vá­­rias críticas di­re­ci­o­­nadas ao seu opositor, che­­­ga a dizer “não suje seu voto com san­gue”. Isso para que os eleitores não es­co­lham o seu ad­ver­sá­­rio na hora do voto, pois E­­du­ardo Paes (DEM) não teria a experiência que ele tem pa­­ra combater o vírus da Covid-19.

Já o can­di­dato de São Paulo, Guilherme Bou­los (PSOL) obteve o segundo lugar no ran­king, com um vídeo em que reproduz o seu pro­gra­ma de internet “café com Bou­los” numa edi­ção em que respondeu al­gu­mas pos­ta­gem que seriam fake news e ou de­­sin­for­ma­­ção. Além deste post ele obteve ou­­tras dez posições, na maior parte, com ví­de­­os com propaganda eleitoral sobre seu pro­­­­gra­ma de governo, histórias sobre sua tra­­­je­tória de vida pessoal, profissional e co­mo militante. E também reproduziu os de­ba­tes ao vivo em que participou com seu ad­ver­­sá­rio, Bruno Covas, promovidos pelos ca­nais de TV CNN e BAND. De Fortaleza, Ca­pi­tão Wag­ner (PROS), também ganhou po­si­ções com duas lives, ambas fazendo pro­pa­ganda de desmoralização de adversários po­lít­icos, co­mo o atual governador, os ‘Fer­rei­ra Go­mes’ e o concorrente Sarto. Além dis­­so a­gra­­deceu os votos obtidos no pri­me­iro tur­no e comemora o novo tempo de TV em que am­bos os candidatos terão o mes­mo es­pa­ço para expor suas propostas. Ma­nu­­ela d’Ávila candidata à prefeitura de Por­to Ale­gre se destacou com uma foto dela ao la­­do do candidato de São Paulo, Guilherme Bou­­los, a quem ela anuncia apoio. Em outra pu­­bli­cação reproduz uma matéria da re­vis­ta Car­ta Capital, denunciando o descaso do go­­verno de Jair Bolsonaro, ao expor que mi­lha­­­res de teste para detectar o coronavírus es­­­tão com o pra­zo de validade próximo a ex­­­pi­rar. Outra candidata que apa­receu no ran­­king da semana foi Marília Arraes (PT) de Recife. Em sua publicação comemora o re­­sul­­tado da pesquisa de intenção de voto em que ela aparece como favorita.

 

Engajamento aqui representa a soma de todas as interações na página (comentários, compartilhamentos e reações)

 

SÃO PAULO

Na capital paulista, nesta semana, foram ob­­servados 211 posts produzidos pelas pá­gi­nas de Guilherme Boulos (PSOL) e Bru­no Co­vas (PSDB). Suas publicações geraram 146.690 compartilhamentos, 130.471 co­men­tários e 843.303 reações. Os principais re­­cursos utilizados pelos candidatos foram ví­­deos (51%), fotos (42%), links (7%) e so­men­­te texto (0%). Esta foi a primeira vez que o uso de vídeo ultrapassou o emprego de foto/imagem para divulgar conteúdos en­­­tre os candidatos desta capital. Esta ten­dên­cia já tinha sido apontada em nossos re­la­­tórios.

Além destes dados, esta semana também fi­­zemos um levantamento para verificar quais candidatos fizeram uso do ‘impulsio­na­­mento’ de conteúdo, ferramenta paga do Facebook, para aumentar o impacto da pro­­paganda – ação autorizada pelo Tribunal Su­­perior Eleitoral (TSE). De acordo com as in­­formações disponíveis na rede, entre os di­as 17 e 23 de novembro, Bruno Covas (PSDB-SP), que está em primeiro lugar nas pes­­quisas[i] com uma diferença curta e de­cres­­cente em relação ao seu opositor, apli­cou R$ 63.914,00 com impulsiona­men­tos, en­quanto Guilherme Boulos 50 (PSOL-SP) em­pregou R$ 15.378,00 para impulsio­nar con­teúdos[ii]. O resultado destes inves­ti­men­tos, no entanto, nem sempre seguem a pro­por­ção do valor investido, como pode­mos ve­ri­ficar nos dados de interações dos can­di­da­tos, pois envolvem outras variáveis, co­mo por exemplo, o número de seguido­res de cada um. A página de Boulos, neste pe­río­­do, tinha mais de 903 mil curtidas e con­se­guiu maior engajamento do que a pá­gi­na de seu oponente, Covas, com 112.915 mil cur­tidas.


Ademais, dos 211 posts produzidos no pe­río­­­do de 16 a 22 de novembro, Boulou foi res­­­­ponsável por 82% do total, ocupando as­sim as cinco primeiras posições dos posts mais compartilhados no período. Neste ca­so, o candidato do PSOL vem preenchendo seu canal no Facebook com uma propa­gan­da eleitoral voltada para modificar opiniões e atitudes, segundo ele, que foram cons­truí­­­­das ao londo do tempo no imaginário dos eleitores paulistas a seu respeito com por desinformação e também por meio de fa­ke news. Em seus vídeos ele se concentra em demonstrar sua trajetória de vida e por­que entrou na política. Boulou também al­can­­­çou considerável repercurssão com a di­­vul­­­gação de debates em que participou, pro­­­movidos por canais de TV (CNN e BAND). Por outro lado, Covas, tem alcan­ça­do bem menos interação na rede. Seu con­teú­­­do de maior compartilhamento (467) apa­­­receu em 70º lugar no nosso ranking. Tra­­­ta-se de uma imagem do candidato do PSDB comemorando a sua passagem para o segundo turno. No post ele agradeçe e co­­­menta “A experiência e a esperança ven­ce­­­ram os radicais no primeiro turno. A ex­pe­­­riência e a esperança também vencerão no segundo turno”.

 

RIO DE JANEIRO

Na capital carioca, foram observados 60 posts gerados pelas páginas dos can­di­da­tos à prefeitura, Eduardo Paes (DEM) e Mar­ce­­­lo Crivella (REPUBLICANOS). No período a­na­­lisado as duas páginas geraram 108.344 com­­­­partilhamentos, 60.928 comentários e 299.296 reações. Os principais recursos u­ti­li­­­zados nos posts foram vídeos (57%), fo­tos (42%), links (2%) e somente texto (0%). Com relação ao impulsionamento de con­teú­­­do, Eduardo Paes, que tem até o mo­men­­to mais de 50% das intenções de voto, tem registrado o investimento de R$ 28.080,00 para ampliar o alcance de suas pu­­­blicações na rede, enquanto seu ad­ver­sá­­rio, Marcelo Crivella, aplicou  ≤ R$ 100,00 em impulsionamentos, dados do perído de 17 a 23 de novembro.

Ao analisar a página do candidato Marcelo Cr­i­vella (REPUBLICANOS) temos que ela foi res­­pon­sável pelos cinco posts mais com­par­ti­­lhados, apesar de ter produzido apenas 35% do conteúdo da semana. O post de maior destaque, com 60.483 compartilha­men­­­tos, foi o vídeo do dia da bandeira, su­pra­­citado no ranking geral. As demais pu­bli­­cações com maior interação tiveram co­mo foco, a partir do tema da pandemia, ti­rar votos do seu adversário. Em suas pu­bli­ca­­ções, o candidato Crivella, acusa Paes de co­r­­rupção e da falta de experiência na saú­de pública para gerir problemas como a a­tual pandemia; faz ameaças aos eleitores pa­­­ra não trocarem ‘o certo pelo duvidoso’ e para ‘não sujarem as mãos de sangue’ (em referência aos mortos pela Covid-19), di­­­zendo que ele tem boa experiência como a­­tual prefeito para tratar da questão. Além dis­­­so, também agradeceu os votos do pri­mei­­ro turno, continou a usar a imagem do pre­­sidente Jair Bolsonaro e fez repercurtir um dos slogans de sua campanha “Aleluia, por­­que a guerra continua”.  Em con­tra­po­si­ção, o post com mais compartilhamentos (1.409) de Eduardo Paes, trata-se de um ví­deo em que ele responde à conteudos de fake news e mentiras, promovidos contra e­le pela campanha de seu adversário, Cr­i­vel­la.

 

RIO BRANCO

Na capital do Acre, Rio Branco, foram ob­ser­­­vados 30 posts produzidos pelas pá­gi­nas dos candidatos, Tião Bocalom (PP) e So­­­corro Neri (PSB). As respectivas pá­gi­nas promoveram 1.541 compartilhamen­tos, 2.058 comentários e 9.060 reações. Os principais recursos utilizados nos posts foram fotos (60%), vídeos (33%), sta­­­tus/somente texto (7%) e links (0%).

No tocante ao impulsionamento das pu­bli­­­c­ações, somente a candidata Socorro Ne­­­ri, com 4.127 curtidas na página, fez u­so deste recurso. No perído de 17 a 23 de no­­­vembro ela gastou R$ 3.163 com im­pul­sio­­­namentos. O seu concorrente Bo­ca­lom, que contabiliza 9.190 curtidas na pá­gi­­­na, não se beneficia desta ferramenta de marketing.

Com pouca interação na rede e autor de 23% do conteúdo publicado no período, Bo­­­calon aparece com preferido nas pes­qui­­­sas de intenção de voto[iii]. O post mais com­­­partilhado (71) do candidato foi uma men­­­sagem dele voltada para a população cris­­­tã em defesa de sua atuação e se po­si­­­cio­nando contra fake news criadas so­bre a respeito de sua pessoa. Já Socorro Ne­­­ri, mais ativa na plataforma, ocupou as cin­­co primeiras posições no ranking dos posts mais compartilhados. A publicação da candidata, neste quesito, com maior re­­percurssão (323 compartilhamentos) foi um video em que Neri agradece o re­sul­­­tado positivo alcançado no primeiro tur­­­no do pleito; mostra o depoimento de a­­poi­adores; foca no voto feminino e a­pos­­­ta na virada das intenções de voto à seu favor. Nas demais publicações a can­di­­­data se pauta nas ações realizadas em sua atual gestão para denfender a sua con­­tinuidade no cargo.

 

MACEIÓ

Em Maceió, capital alagoana, seus dois can­didatos à prefeitura, JHC (PSB) e Alfre­do Gaspar (MDB)[iv], foram responsáveis pe­la produção de 51 posts que pro­vo­ca­ram 2.457 compartilhamentos, 4.995 co­men­­­tários e 22.910 reações. Os principais re­­cursos utilizados nos posts foram ví­de­os (53%), fotos (47%), links (0%) e somen­te texto (0%).

A competição entre os candidato em Ma­ce­­ió está acirrada. De acordo com as pes­qui­­­sas de intenções de voto, JHC (João Hen­­­rique Holanda Caldas) aparece pouco à frente de seu oponente Alfredo Gaspar. Já a presença digital dos candidatos conta com variações mais amplas nas formas de interação. No quesito curtidas, em suas respectivas páginas no Facebook, FHC sai na frente, com 69.693 contra 13.159 da página de Gaspar. E com re­la­ção aos valores investidos na rede, entre os dias 17 e 23 de novembro, Alfredo Gas­par pagou R$ 35.000,00 para alavancar su­as publicações, enquanto JHC gastou R$ 25.000,00.

A quantidade de conteúdo produzido na re­­­de por ambos candidatos demonstram tam­­­bém a competitividade entre eles na pla­­­tarforma. No entanto, FHC, produtor de 45% do conteúdo, ocupou todas as cin­co posições do ranking dos posts mais com­­partilhados. Neste caso, o conteúdo mais relevante do candidato foi um video em que ele explica o porquê de não com­pa­­recer a um debate provomido por uma TV local, dizendo que se tratava de uma ar­­mação de seus adversários políticos pa­ra manipular o debate público. Os demais con­­teúdos apresentou como mote da pro­­paganda eleitoral a ideia de ‘mudan­ça’. Em video e imagen o candidato falou bre­­­vemente da trajetória profissional e po­­­lí­tica, publicou ato em que assinou car­ta de compromisso com servidores pú­bli­cos e também agradeceu os votos re­ce­bi­dos no primeiro turno.

 

MANAUS

Com relação às páginas dos candidatos de Manaus, Amazonino Mendes (PODE­MOS) e David Almeida (AVANTE), foram ob­­servados 58 posts produzidos que no to­­tal geraram 23.298 compartilhamentos, 28.133 comentários e 139.832 reações. Os prin­­cipais recursos utilizados nos posts fo­­ram fotos (52%), vídeos (43%), status/somente texto (3%) e links (2%).

O investimento para aumentar o alcance dos posts foi feito por ambos candidatos. A­­ma­­zonino Mendes, atualmente com 32% das intenções de voto[v], investiu R$42.934,00 para impulsionar seus posts e David Almeida, com 47% da intenções de voto, aplicou R$19.008,00, no período de 17 a 23 de novembro.

As publicações de maior repercussão no que­­sito compartilhamento ficaram por co­n­­­ta do candidato do AVANTE. Com pou­co mais de 93 mil curtidas em sua página, Da­­vid Almeida se destacou com mensa­gens de diferentes temas. A publicação mais compatilhada (1.374) foi um ‘Happy De­us’ – evento online promovido pelo can­­didato, caracterizado por uma apre­sen­­­tação musical/culto religioso com a par­­ticipação de uma banda gospel e mais dois convidados. Na ocasião não foram tra­­tadas questões políticas diretamente. Em outros momentos, o candidato divul­gou conteúdos com críticas ao seu ad­ver­sá­­rio, Amazonino; em um comício, ele fez pro­­messa de garantir uma renda de R$300 à população, aparentemente, em de­­corrência da crise causada pela pan­de­mia; agradeceu e reproduziu (foto) a sua co­­memoração pelos votos alcançados no pri­­meiro turno e apresentou escla­re­ci­men­tos sobre uma ação, em sua palavras, or­­questrada pelos seus adversários con­tra ele, com tática nazista, referindo-se a  prá­t­ica de contar uma mentira mil vezes até que esta vire uma verdade.

 

FORTALEZA

Os candidatos Capitão Wagner (PROS) e Sar­to (PDT), este preferido da maioria dos elei­tores[vi] da capital do Ceará, pro­du­zi­ram nesta semana 93 posts que mo­ti­va­ram 39.887 compartilhamentos, 46.684 co­mentários e 167.806 reações. Os re­cur­sos aplicados foram fotos (51%), vídeos (49%), links (0%) e somente texto (0%).

Co­mo instrumento de propaganda elei­to­ral, os dois candidato investiram no im­pul­sionamento para pontecializar o efeito de suas publicações. No intervalo de 17 a 23 de novembro, Sarto, com 29.726 cur­ti­das na página, desembolsou R$ 126.229,00 e seu opositor, Wagner, 303.322 cur­tidas na página, gastou R$ 15.098,00 pa­ra impulsionar publicações no mesmo pe­ríodo.

Com relação ao engajamento, das cinco pu­blicações mais compartilhadas, as qua­tro primeiras foram de autoria do capitão Wag­ner e a quinta colocada do candidato Sart­o. O capitão, que está atrás nas in­ten­ções de voto, produziu 52% do conteúdo des­ta semana. As publicações dele de maior destaque foram lives de aproxima­da­mente 30 minutos cada. Nelas o can­di­da­to trata de diversos assuntos, sendo a mai­oria reclamações, denúncias e críticas aos adversários políticos, dando um tom mais negativo que positivo à narrativa. Os es­forços comunicacionais deste candida­to estão concentrados em desacreditar seu oponente para ser a escolha do elei­tor. Por outro lado, a publicação de maior com­partilhamento (1.821) de Sarto refe­ria-se a uma fala do atual governador, Ca­mi­lo Santana, elogiando e declarando a­poio ao candidato, além de convidar os de­mais partidos a somarem forças à can­di­datura de Sarto.  O tom da narrativa era po­lida e falou em ‘campanha de paz’ em de­trimento da exploração da violência na ca­pital.

 

VITÓRIA

A capital capixaba tem como candidatos à pre­­feitura João Coser (PT) e Lorenzo Pa­zo­li­ni (REPUBLICANOS), este pouco à frente nas pesquisas de intenção de voto[vii]. Suas res­­pectivas páginas produziram nesta se­ma­­na 40 posts responsáveis por 3.877 com­par­­tilhamentos, 3.099 comentários e 17.043 rea­­ções. Os recursos utilizados nos posts fo­ram fotos (68%), vídeos (33%), links (0%) e somente texto (0%).

Com relação os impulsionamentos pagos, te­mos que João Coser, com 4.437 curtidas na sua página, já gastou R$ 35.362,00, ao pas­so que Lorenzo Pazolini, com 12.820 cur­ti­das na sua página,  desembolsou R$ 1.909,00 para propagar suas publicações na pla­taforma, no período de 17 a 23 de no­vembro.

Os dois candidatos obtiveram posições no ran­king dos cinco posts mais comparti­lha­dos na semana. Pazolini, autor de 35% des­tas publicações, ocupou as duas primeiras p­o­sições, ambas utilizando imagem/foto. A pu­blicação mais compartilhada (540) do can­didato reproduziu seu agradecimento aos eleitores pelo resultado vitorioso que o le­vou ao segundo turno e renovou a men­sa­gem de desejo de ‘paz e igualdade’ para a capital como mote de campanha. Na se­gun­da publicação de destaque traz a foto do candidato republicano e o seu pedido de vo­to. Seu concorrente, João Coser, com três pu­blicações em relevo, falou de suas pro­pos­tas para a saúde e de sua trajetória pro­fis­sional e política como forma de angariar vo­tos, todas com o uso de imagem como re­cur­so visual para reforçar a comunicação.

 

GOIÂNIA

Em Goiânia os candidatos à prefeitura Van­der­lan Cardoso (PSD) e Maguito Vilela (MDB)[viii] [internado em São Paulo com Co­vid-19 desde outubro] produziram em suas pá­ginas na rede, nesta semana, 48 posts que somados foram responsáveis por 2.903 compar­tilhamentos, 4.074 comentários e 20.571 reações. Os recursos utilizados nos posts foram fotos (58%), vídeos (42%), links (0%) e somente texto (0%).

De acordo com as informações disponíveis na biblioteca de anúncios do Facebook, so­men­te Cardoso investiu em impulsiona­men­tos na semana de 17 a 23 de novembro. O candidato, que tem 76.898 curtidas em sua página, despendeu a quantia de R$8.576,00 para ampliar o alcance de suas pu­blicações. Enquanto seu adversário, Vi­le­la, com 21.755 curtidas na página, nada in­ves­tiu financeiramento na rede durante es­te período.

O candidato do MDB, Maguito Vilela, apesar não ter investido em impulsionamento nes­te período se despontou nas quatro pri­mei­ras posições do ranking dos posts mais com­­partilhados. Como o Vilela está in­ter­na­do com a Covid-19 a linguagem utilizada nas publicações aparecem em terceira pes­soa. O conteúdo vem de apoioadores po­lí­ti­cos, como o atual prefeito Iris Rezende, de­se­jando votos de recuperação e em outros mo­mentos  com referência ao “jogo baixo do adversário na campanha” sobre o es­ta­do de saúdo do candidato. O quinto lugar do ranking, trata-se de uma publicação de Van­der­lan Cardoso, em vídeo faz um dis­cur­so direcionado aos eleitores cristãos e rea­firma seus valores voltados para a fa­mí­lia, a ética e a moral como algo acima da po­lí­tica.

 

SÃO LUÍS

Em São Luís, os candidatos Duarte Jr. (RE­PU­BLICANOS) com 42% e Eduardo Braide (PO­DEMOS)[ix] 49% das intenções de voto fo­ram responsáveis, nesta semana, por 98 posts que somados promoveram 6.376 com­partilhamentos, 15.658 comentários e 83.404 reações. Os recursos utilizados nos posts foram fotos (55%), vídeos (42%), so­men­te texto (3%) e links (0%).

Na capital maranhese, ambos os can­di­da­tos apostam no impulsionamento como for­ma de potencializar seus discursos. Duar­te Jr. investiu a quantia de R$ 11.613,00 e Eduardo Braide R$ 10.371,00 no intervalo de 17 a 23 de novembro. As páginas dos can­­didatos na rede apresentam 60.077 e 57.637 curtidas respectivamente.

Com relação as cinco publicações mais com­partilhadas, Eduardo Braide, autor de 46% dos posts da semana e favorito da maio­ria dos eleitores no segundo turno, sur­ge com maior destaque e obteve as qua­tro primeiras posições no ranking. A men­sa­­gem mais compartilhada (457) foi uma ima­gem em que Neto Evangelista (DEM), can­didato no primeiro turno, declara seu a­poio à Braide. Nos demais conteúdos o can­di­­dato fala em vídeo de suas propostas de go­verno, se defente de fake news e agra­de­ce o primeiro lugar nas intenções de voto. Já o outro postulante ao cargo de prefeito de São Luís, Duarte Jr., conseguiu destaque ao difundir uma foto sua em meio à várias pes­­soas comemorando os votos que o le­va­ram ao segundo turno e agradece à p­o­pu­la­ção.

 

BELÉM

Em Belém, Eguchi (PATRIOTA) e Edmilson Ro­­drigues (PSOL) disputam à prefeitura e es­tão empatados tecnicamentes nas pes­qui­sas de intenção de votos neste segundo tur­no[x]. Juntos, nesta semana, eles pro­duziram 142 posts que geraram 58.405 compartilhamentos, 23.542 comentários e 243.679 reações. Os recursos utilizados nos posts foram fotos (56%), vídeos (39%), links (4%) e status/somente texto (1%).

Os valores gastos pelos candidatos, entre os dias 17 e 23 de novembro, com impul­sio­na­mentos teve uma larga margem entre eles, enquanto Edmilson Rodrigues, que con­ta com 101.851 curtidas em sua página, gas­­tou R$ 7.633,00, e seu oponente, Eguchi De­le­gado da Polícia Federal, com 20.158 cur­ti­das, despendeu R$ 934,00 com a ação de propagação de conteúdos na rede.

Edmilson Rodrigues, prefeito de Belém entre 1997 e 2000 e de 2001 a 2004, foi o que mais produziu conteúdo (56%) e também o que alcançou as cinco posições do ranking de compartilhamentos. O conteúdo mais com­partilhado (2.813) falava da visita do can­didato à várias igrejas e pedia para os elei­tores não acreditarem em fake news. As de­mais publicações eram divulgações de suas propostas de governo, um pouco do que executou em suas gestões passadas e ref­orçou o cuidado com as fake news. E­gu­chi só aparece na 33ª posição (482 com­par­ti­lha­mentos), com uma peça de campanha “Belém responde nas urnas, estamos no 2º tur­no” estampada a sua foto e a do seu vi­ce, sargento Quemer e como slogam do par­tido “Brasil acima de tudo”.

 

CONCLUSÕES

A primeira semana do segundo turno eleitoral nos trouxe o agradecimento dos candidatos pelos votos no primeiro turno e uma tentativa ainda mais forte de diferenciação entre os candidatos. As candidaturas de esquerda se demonstraram bastante ativas no Facebook e ocuparam os três primeiros lugares de nosso ranking – Guilherme Boulos, Manuela D’Ávila e Edmilson Rodrigues – e, excetuando no caso paulistano no qual o adversário de Boulos é o candidato à reeleição, Sebastião Melo e Delegado Eguchi, adversários de Manuela e Edmilson, respectivamente,  aumentam suas participações nas redes e surgem como alto número de postagens e engajamentos para conseguirem competir com seus adversários pelo espaço nas redes. As defesas e desconstruções de fake News continuam como uma das grandes temáticas durante o período, agora dividindo o posto com ataques diretos aos adversários.  A primeira semana nos apresenta uma campanha focada apenas em ataques pessoais e desconstrução de mentiras.  Na segunda semana veremos se as propostas terão mais espaço, ou se o segundo turno será apenas a radicalização de todo o processo que vimos no primeiro.

 

 

Você pode baixar nosso relatório, clicando aqui.

[i] Pesquisa de intenção de voto para São Paulo, Rio de Janeiro e Recife disponível em http://datafolha.folha.uol.com.br/eleicoes/2020/indice-1.shtml Acesso em 24.11.20.

[ii] Todas as informações sobre o gasto com impulsionamentos dos candidatos estão disponíveis em https://www.facebook.com/ads/library/report . Sobre a quantidade de posts em suas bibliotecas é importante ressaltar que uma publicação pode ser impulsionado várias vezes com target diferentes ou em datas distintas, etc, neste caso, a contabilidade é feita por inserção.

[iii] Pesquisa de intenção de voto disponível em https://g1.globo.com/ac/acre/eleicoes/2020/noticia/2020/11/20/pesquisa-ibope-para-2o-turno-em-rio-branco-tiao-bocalom-65percent-socorro-neri-28percent.ghtml Acesso em 24.11.20.

[iv] Pesquisa de intenção de voto disponível em https://g1.globo.com/al/alagoas/eleicoes/2020/noticia/2020/11/23/pesquisa-ibope-para-2o-turno-em-maceio-jhc-42percent-alfredo-gaspar-38percent.ghtml Acesso em 24.11.20.

[v] Pesquisa de intenção de voto disponível em  https://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2020/11/21/pesquisa-ibope-para-2o-turno-em-manaus-david-almeida-47percent-amazonino-mendes-32percent.ghtml Acesso em 24.11.20.

[vi] Pesquisa de intenção de voto disponível em: https://g1.globo.com/ce/ceara/eleicoes/2020/noticia/2020/11/23/pesquisa-ibope-para-2o-turno-em-fortaleza-sarto-53percent-capitao-wagner-35percent.ghtml  24.11.20.

[vii] Pesquisa de intenção de voto disponível em: https://g1.globo.com/es/espirito-santo/eleicoes/2020/noticia/2020/11/23/pesquisa-ibope-para-2o-turno-em-vitoria-delegado-pazolini-48percent-joao-coser-43percent.ghtml Acesso em 24.11.20.

[viii] Pesquisa de intenção de voto disponível em: https://www.opopular.com.br/noticias/politica/maguito-lidera-com-43-9-vanderlan-tem-29-3-aponta-pesquisa-1.2155138 Acesso em 24.11.20.

[ix] Pesquisa de intenção de voto disponível em: https://g1.globo.com/ma/maranhao/eleicoes/2020/noticia/2020/11/20/pesquisa-ibope-para-o-2o-turno-em-sao-luis-eduardo-braide-49percent-duarte-jr-42percent.ghtml Acesso em 24.11.20.

[x] Pesquisa de intenção de voto disponível em: https://noticias.uol.com.br/eleicoes/2020/11/21/belem-edmilson-e-eguchi-surgem-empatados-no-2-turno-em-pesquisa-do-ibope.htm Acesso em 24.11.20.

 

Apoie o Manchetômetro

Criado em 2014, o Manchetômetro (IESP-UERJ) é o único site de monitoramento contínuo da grande mídia brasileira. As pesquisas do Manchetômetro são realizadas por uma equipe com alto grau de treinamento acadêmico e profissional.

Para cumprirmos nossa missão, é fundamental que continuemos funcionando com autonomia e independência. Daí procurarmos fontes coletivas de financiamento.

Conheça mais o projeto e colabore: https://benfeitoria.com/manchetometro

Compartilhe nossas postagens e o link da campanha nas suas redes sociais.

Seu apoio conta muito!

Publicação anterior

Por Natasha Bachini, Eduardo Barbabela, Douglas Moura, Keila Rosa, Andressa Liegi Costa, Lucas Loureiro, Mariana Soares, Bruna Medina, Ana Beatriz Getirana, Matheus Ribeiro, Robson Nunes, Victor Nobre e João Feres Jr
14/12/2020 - Entre os dias 30 de novembro a 7 de dezembro de 2020, das 719 páginas analisadas, 621 publicaram algum conteúdo. No total da amostra da semanal, foram verificadas 15.325 publicações. ...