26/12/2017 -

 

 

Nesta semana, a última antes do Natal, foram publicados 4.613 posts nas 40 páginas monitoradas, totalizando 1.897.506 compartilhamentos. As páginas que mais postaram foram as de mídia: Catraca Livre, 396 posts; Folha de S. Paulo, 391 posts; e VEJA, 376 posts.

 

Tabela 1: 10 posts mais compartilhados da semana (12/12/2017 a 18/12/2017)[1]

Nessa semana, vários posts foram substituídos no ranking, por não tratarem diretamente de política. Um deles era da Revista Veja, outro da Catraca Livre, e 5 de Adilson Barroso, presidente do Patriotas. Adilson Barroso sempre publica fotos da natureza com o link do seu canal.

 

Os 10 posts da tabela acima concentram 18% do volume total de compartilhamentos obtidos pelas 40 páginas monitoradas ao longo dessa semana. O vídeo segue como o recurso mais empregado nos posts (80%).

O vídeo mais compartilhado da semana é do SBT. Nele, Silvio Santos aparece de surpresa na festa de fim de ano da emissora e discursa por 20 minutos. Além de cumprimentar os funcionários e desejar-lhes Boas Festas, o apresentador informa que o grupo Silvio Santos teve o prejuízo de R$ 400 milhões em 2017 e que espera a melhora da economia do país em 2018 para que não seja obrigado a demitir pessoas. Silvio diz também que não está mais à frente do Grupo, pois com a colaboração de Michel Temer, passou todas as suas empresas para as filhas.

O 2º post do ranking pertence ao Movimento Brasil Livre (MBL). Trata-se de uma animação na qual são elencados todos os direitos e benefícios dos senadores brasileiros, com o objetivo de ironizar sua “vida dura”. O 4º post, do Ranking dos Políticos, segue na mesma linha. Por meio de uma ilustração, o grupo diz: “Se com um salário mínimo uma pessoa pode pagar sua condução, moradia e gastos com saúde, por exemplo, não há motivo para um político que recebe milhões receber extras para condução, moradia, plano de saúde, etc”.

O 3º post mais compartilhado da semana é de Marco Feliciano, e consiste na homenagem ao falecido pastor Júlio César, que suicidou-se.

O 5º post mais compartilhado foi publicado por Jair Bolsonaro. Esse foi uma transmissão ao vivo de sua chegada a Manaus em 14 de dezembro, e durou 36 minutos. De cima do caminhão, Bolsonaro proferiu um discurso ao mesmo tempo nacionalista e religioso, e acusou a esquerda de ter dividido o país. Prestigiou a Polícia Militar e exaltou o Estado de Israel, com quem manifestou seu interesse de tecer parcerias, caso eleito. O deputado acusou ainda o PT de tratar o índio como bicho de zoológico e, mais uma vez, afirmou que pode ser tudo, menos corrupto. Defendeu também a ditadura militar e disse que a região amazônica deve ser transformada em um polo turístico. O político, enrolado na bandeira dos Estados Unidos, e balançando a de Israel, foi ovacionado pelo grupo que o recebeu. O 6º e o 8º posts da lista também consistem em vídeos do mesmo evento, contudo, eles contém manauaras declarando seu apoio a Bolsonaro.

O 7º post é uma montagem do MBL de uma gravação de Lula limpando seu suor com a seguinte legenda: “Quando você sabe que vai ser preso e lembra que não tem ensino superior.”

O 9º post, da página Deboas na Revolução, reproduz um tuíte no qual se afirma: “O brasileiro classe média prefere ganhar 10 e saber que seu pedreiro ganha 3, do que ganhar 20 e saber que seu pedreiro ganha 21 ou 19. O medo não é que o rico fique mais rico, eles inclusive trabalham e defendem isso. O medo é que algum pobre os alcance, porque isso para ele é uma derrota”.

O 10º post é um vídeo do Ministério da Saúde no qual se indica que os pais de recém-nascidos apliquem a técnica do ofurô em seus filhos, tendo em vista seus benefícios para a saúde dos bebês.

De modo geral, observamos que a intensidade do debate político diminuiu no Facebook com a proximidade das festas de fim de ano. Acompanha esse comportamento o número de compartilhamentos no período, que também caiu consideravelmente. Verificamos também que as páginas de esquerda marcaram sutil presença no ranking nas últimas semanas. Contudo, as páginas de direita, que atacam a classe política como um todo e preferencialmente o PT, seguem como as mais compartilhadas, mesmo que algumas vezes, como ocorreu nessa semana, seus posts não sejam altamente agressivos.

 

 

 

[1] Nessa semana, vários posts foram substituídos no ranking, por não tratarem diretamente de política. Um deles era da Revista Veja, outro da Catraca Livre, e 5 de Adilson Barroso, presidente do Patriotas. Adilson Barroso sempre publica fotos da natureza com o link do seu canal.