14/04/2018 -

Entre 4 a 10 de abril de 2018, as 41 páginas que monitoramos publicaram 5.931 posts, que geraram 7.840.519 compartilhamentos. Os índices desta semana são os maiores observados desde o início da pesquisa. As páginas que mais postaram esta semana foram: Juventude Contra Corrupção (413 posts), Movimento Contra Corrupção (412 posts) e Juiz Sergio Moro – o Brasil está com você (380 posts).

 

Tabela 1: 10 posts mais compartilhados da semana (4/4/2018 a 10/4/2018)

22 semana

Os 10 posts da tabela acima concentram 10% do volume total de compartilhamentos alcançados pelas 41 páginas ao longo do período. O recurso mais usado nos posts foi a foto (90%). Tivemos apenas um vídeo no ranking dessa semana, do ex-presidente Lula.

A página Vem Pra Rua Brasil assina 8 posts na lista.  Nenhuma outra página predominou de tal forma no ranking desde que iniciamos o monitoramento. Acreditamos que esse fato pode ser uma evidência de que o grupo se utiliza de aplicativos que burlam o algoritmo do Facebook para potencializar o número de compartilhamentos. Outra possibilidade é que a interação com seus posts exige baixa atenção do usuário, visto que a maioria consiste de fotos e frases de efeito, o que diminui o custo do engajamento.

O post mais compartilhado da semana é uma foto do juiz Sergio Moro com a legenda “Obrigado, Moro! A sua coragem e determinação em enfrentar corruptos poderosos e milionários será lembrada para sempre. O nosso mais sincero agradecimento”. A mensagem refere-se à concretização da prisão do ex-presidente Lula, após a rejeição do seu pedido de habeas corpus pelo STF. Este post obteve mais de 150 mil compartilhamentos até a data de nossa coleta.

O segundo post, também é do movimento, possui um formato semelhante ao primeiro e aborda o mesmo assunto. Traz uma foto da ex-presidente da Coreia do Sul sendo presa, acompanhada do texto: “Na Coreia do Sul é diferente. Presidente condenada por corrupção vai para a cadeia algemada”. Este post alcançou mais de 100 mil compartilhamentos.

O terceiro post é uma foto do ex-presidente Lula acompanhada do texto: “Truque manjado. Inventam uma missa. A missa atrasa. A missa dura muito mais tempo que o previsto. Em seguida, longo show de artistas petistas. Depois Lula dirá que está tentando se entregar, mas não consegue sair do sindicato. Enquanto o tempo passa, Lula debocha da justiça”.

O quarto post traz outra foto que também se dirige ao caso de Lula, com a imagem da bandeira brasileira e a frase: “O Brasil venceu”.

A página de Lula aparece na quinta posição, que fez uma transmissão ao vivo do ex-presidente cumprimentando seus apoiadores no sindicato dos metalúrgicos do ABC paulista, local onde acompanhou o julgamento do habeas corpus e permaneceu até sua prisão. Lá o presidente recebeu a solidariedade de milhares de pessoas, especialmente de outras lideranças de esquerda e de movimentos sociais de todo país. No vídeo, Lula consola os militantes, que choram de emoção e tristeza, e afirma que “tudo dará certo”. Eles respondem dizendo: “o povo te ama” e cantam: “O Lula, é meu amigo, mexeu com ele, mexeu comigo”, “Lula, na veia, Moro na cadeia” e “Lula, ladrão, roubou meu coração”. Vale destacar que embora este tenha obtido 77mil compartilhamentos, alcançou mais de 100 mil comentários.

O sexto post da lista, também do Vem Pra Rua, apresenta uma foto da ministra Carmen Lucia com o subtítulo “Carmen Lúcia resistiu! Parabéns, ministra!”.

Um post da página do Senado Federal alcança o sétimo lugar e traz uma ilustração que informa a aprovação do projeto de lei que estende a licença maternidade de 120 para 180 dias, e permite ao pai acompanhar a mãe nos exames durante a gravidez.

O oitavo post, novamente assinado pelo Vem Pra Rua, consiste numa foto do ministro Lewandowski com a legenda e vários emoticons de gargalhada: “Para defender Lula, Lewandowski citou o código de defesa do consumidor”.

O nono post conjuga as fotos das ministras Carmen Lucia e Rosa Weber, e da PGR Raquel Dodge, afirmando: “As empoderadas, Carmen Lúcia, Rosa Weber e Raquel Dodge. Elas protagonizaram e foram as responsáveis pelo fim do chefe da maior quadrilha desse país”.

No último post, o movimento faz uma jogada estética com duas frases, opondo as forças políticas em disputa no atual contexto e corroborando o aprofundamento da polarização política. A primeira, fazendo alusão a bandeira brasileira, em letra verde e fundo amarelo, diz: “Existem aqueles que são contra a corrupção, não importa o partido”. A segunda, resgatando as cores do PT, em letra branca e fundo vermelho, complementa: “E aqueles que são a favor do partido, não importa a corrupção.

Em resumo, observamos que os posts mais compartilhados da semana dedicam-se ao mesmo tema dos posts do ranking da semana anterior: a prisão do ex-presidente Lula. Na realidade, a batalha jurídica em torno de Lula marca presença em praticamente todos os nossos relatórios desde janeiro de 2018, sendo este talvez o principal assunto relacionado à política discutido no Facebook até a presente data.

As páginas da nova direita respondem pelo maior número de posts que tratam deste tema e apresentam, a despeito de sua diversidade, estratégias de comunicação semelhantes. Todas elas adotam um discurso anticorrupção que desemboca em um discurso antipolítico e antipetista. Posicionando-se como defensores da pátria e da idoneidade, identificam como seu principal inimigo Lula e o Partido dos Trabalhadores. A natureza militante e partidária dessas páginas fica clara quando notamos que outros políticos citados em inquéritos e processos de corrupção, como, por exemplo, Aécio Neves ou o próprio presidente Michel Temer, não recebem a mesma atenção e tampouco despertam proporcional indignação.

Visto que esses grupos estão alcançando seu objetivo, que é tirar Lula da disputa eleitoral, resta saber qual será o cerne do seu discurso a partir de agora. Será que insistirão no antipetismo vitriólico?