30/07/2018 -

Entre os dias 10 e 17 de julho de 2018, as 139 páginas que monitoramos publicaram 7.988 posts, que geraram 3.461.962 compartilhamentos. As páginas que mais postaram na semana foram as de mídia: SBT (304 posts), Terra (304 posts) e Revista Isto É (294 posts).

Tabela 1: 20 posts mais compartilhados da semana (10/7/2018 a 17/7/2018)[1]

semana 36

Os 20 posts mais compartilhados da semana, na a tabela acima, concentram 11% do volume total de compartilhamentos alcançado pelas 139 páginas ao longo do período. O recurso mais usado nesses posts foi a foto (55%), seguida do vídeo (30%) e do link (15%).

Diversos temas pautaram as mensagens que compõem este rol. O Movimento Brasil Livre (MBL), que alcançou o maior índice de compartilhamentos, apresentou posts que exaltam a presidente da Croácia, Kolinda Grabar-Kitarović, e Luka Modric, jogador da seleção croata que ganhou o prêmio de melhor jogador da Copa do Mundo da Rússia. A primeira foi comparada com Dilma e considerada pelo grupo “um exemplo para os políticos”, pois segundo a imprensa, viajou à Rússia com o próprio dinheiro e ainda descontou de seu salário os dias não trabalhados. O segundo foi mencionado como um “camisa 10 de respeito” por ter chegado a tal posição após vivenciar as adversidades da guerra separatista na infância.

O MBL denunciou também o uso de um jatinho da Força Aérea Brasileira (FAB) pelo presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), para participar de uma reunião de apoio a Ciro Gomes (PDT). Este post foi reproduzido pela página Movimento Contra a Corrupção (MCC).

O Vem Pra Rua Brasil, o MBL e o Ranking dos Políticos criticaram em seus posts a proposta que tramita no Congresso Nacional que pretende aumentar para R$38 mil o teto do funcionalismo público. Estas páginas questionaram os cortes efetuados mediante a crise econômica e afirmaram que os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) e os parlamentares articuladores do projeto “perderam a noção da realidade”. Os magistrados se envolveram na questão após Carmen Lúcia ter vetado o aumento de R$4,3 mil, o auxílio-moradia, para o Judiciário. Outro post do Ranking dos Políticos repudiou os benefícios recebidos pelo Judiciário brasileiro, comparando o caso brasileiro ao da  Suécia, onde magistrados e parlamentares não possuem imunidade nem auxílios agregados ao salário.

A não concessão do habeas corpus a Lula continuou a repercutir nessa semana. De um lado, a página do próprio ex-presidente trouxe vídeos de Lula e do jurista Eugênio Aragão denunciando o caráter político de sua condenação e a subversão de todas as normas processuais que impediram a execução da decisão do desembargador Rogério Favreto. Em vídeo inédito sobre os 100 dias de sua prisão, Lula alegou: “O juiz Moro sabe que eu sou inocente, os juízes do Tribunal Regional Federal (TRF) sabem que eu sou inocente (…) Se essa gente quer fazer política, é melhor deixar suas funções no Estado brasileiro (…) Entre em um partido e se candidate (…) fazer política na Polícia Federal, no Ministério Público e no Poder Judiciário é um equívoco que o Brasil não pode permitir”. Em entrevista, o  professor de direito processual confirmou: “O princípio do duplo grau foi para o espaço”.

Em contrapartida, o Vem Pra Rua ironizou os petistas sobre o caso: “Se você acha que entende de Direito mais do que quinze juízes juntos, então corre para o próximo concurso, pois você é o gênio perdido do Direito brasileiro”.

Tivemos ainda no ranking dessa semana outros dois posts críticos ao PT, em particular, e à esquerda, em geral. A página Juiz Sergio Moro – o Brasil está com vocês reproduziu a reportagem da Rede Record sobre os empréstimos do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para as empreiteiras brasileiras com obras no exterior. A reportagem acusa os governos Lula e Dilma de terem barganhado os empréstimos em troca do apoio financeiro das empreiteiras a outros governos latino-americanos. Destaca-se o caso da Venezuela, país onde foram realizadas mais obras que contaram com dinheiro de origem brasileira. Já Kim Kataguiri (MBL) veiculou o vídeo de uma participação sua em programa de TV não identificado em que defende o sistema capitalista frente o socialista, afirmando que não há comida e pós-doutorados nos países socialistas e que seus IDHs (Índice de Desenvolvimento Humano) são mais baixos.

Por fim, temos na lista três reportagens do G1. Uma delas tratou da possibilidade do Ministério Público multar e até tirar a guarda de pais que não vacinarem seus filhos. Esta matéria foi motivada pelas fake news que circularam na internet sobre os falsos riscos da vacinação. A outra matéria informou sobre a aprovação do projeto de lei na Câmara que isenta do pagamento da conta de luz as famílias de baixa renda.  O terceiro post do canal abordou as dificuldades encaradas pelos jovens doutores na tentativa de ingressarem no mercado de trabalho atualmente e os casos daqueles que desistem de dedicar-se à ciência por questões financeiras.

Em resumo, nesta semana observamos declínio na média do volume de compartilhamentos. A maioria dos posts dedicou-se aos temas da transparência, prestação de contas e uso do dinheiro público, embora a partir de diferentes assuntos. As páginas da nova direita seguem majoritárias no Facebook, assim como o ex-presidente Lula e o PT permanecem sendo seus principais alvos e liderando os compartilhamentos da esquerda nesta mídia social. O Judiciário também se manteve como a principal instituição mencionada. A novidade desta semana foi dois outros presidenciáveis, Rodrigo Maia e Ciro Gomes, terem pautado alguns dos posts mais compartilhados. Com a aproximação da data limite para homologação das candidaturas, é provável que as articulações entre os partidos e os políticos rendam outros posts no ranking.

É importante notar que parece haver uma certa indefinição das páginas da nova direita em relação à eleição, para além de sua aversão a Lula e ao PT. Quem serão seus principais alvos e aliados? Será que vão se manter unidas durante o período eleitoral? Saberemos as respostas para essas perguntas nas próximas semanas, à medida que a campanha eleitoral começar a engrenar.

[1] Excluímos seis posts da lista dessa semana por não tratarem de Política. Todos pertencem a página Adilson Barroso – ambientalista, presidente do PEN/Patriota.